A seleção de materiais adequados, a confirmação do tempo de entrega de uma peça e orçamento preciso são desafios diários enfrentados por dentistas e técnicos. É necessário esforço e colaboração entre as empresas envolvidas para que o atendimento do seu consultório odontológico ultrapasse a expectativa do paciente.

Cada equipe precisa estar comprometida com o aprendizado constante, a fim de potencializar habilidades que permitam fornecer serviços de alto nível. Neste texto, apresentaremos 5 dicas para um desenvolvimento efetivo do trabalho entre laboratório e consultório. Acompanhe!

1. Estabeleça parâmetros técnicos

É fundamental que consultório e laboratório estejam equipados com ferramentas, das mais básicas até as mais sofisticadas, para obter maior precisão da dentição do paciente.

Um quesito crucial para a odontologia restauradora, por exemplo, é a habilidade para adequar cores e tons de forma consistente. Atualmente, é possível integrar de maneira precisa a reprodução de sombra e combinação de cores por meio de espectrofotômetros eletrônicos, também conhecidos como sistemas de sombreamentos digitais.

Com a variedade de opções disponíveis no mercado, a seleção do material tornou-se complicada. Quando você não tem certeza da escolha, é interessante fornecer informações sobre o tratamento para que o técnico estipule o material que será utilizado em cada restauração, pois esse item afetará o sistema de sombreamento que será usado.

Para a produção de restaurações de maneira ágil e acertada, é vital determinar critérios de equipamentos, tecnologias e materiais. O ideal é utilizar ferramentas digitais para otimizar a comunicação e oferecer exatidão às impressões.

2. Conte com o laboratório para o atendimento do seu consultório

O laboratório não deve ser percebido como apenas um local para o qual você envia impressões. Esse parceiro é elemento importante em todas as fases do atendimento prestado pelo seu consultório, desde o planejamento do tratamento até a inserção. Peça ajuda, por exemplo, para a preparação de uma estimativa de custo.

Com a construção de um atendimento em equipe, será possível transmitir para o paciente informações sobre os recursos disponíveis na área de odontologia. Com essa abordagem, o cliente reconhecerá o comprometimento das equipes com o seu tratamento.

3. Construa um relacionamento de aprendizado

É interessante que as duas instituições sempre compartilhem conhecimento para construir consenso em todos os casos. Esse tipo de interação favorece o desenvolvimento de grandes projetos e uma associação perdurável.

Em casos grandes, o ideal é que laboratório e consultório reúnam-se para discutir o caso, o resultado pretendido, o que será possível e impossível e o tempo estimado para criar a peça.

Com as novas tecnologias, como o Skype, é possível que essas conferências sejam realizadas sem a necessidade de deslocamento. É indispensável a compreensão de perspectiva de cada empresa antes de definir a data de conclusão do serviço.

À medida que os processos de produção tornam-se complexos, a combinação dos conhecimentos do dentista e técnico será primordial para o sucesso do tratamento.

4. Foque no compromisso com o serviço

Saber que você pode contar com um técnico que fará o melhor para agradar o paciente é, sem dúvida, o reflexo do alinhamento de objetivos entre as duas empresas.

Quando o consultório recebe suporte do laboratório, o dentista sente-se mais seguro, e isso será expresso diretamente na qualidade do atendimento. A consequência será o aumento do nível de confiança do paciente.

5. Mantenha o feedback

O feedback é uma importante ferramenta de progresso. Para obter resultados, esse retorno deve ser feito de forma regular e bilateral. Há sistemas de boletins informativos que permitem que dentista e técnico forneçam avaliações de forma recíproca.

Com esse tipo de recurso, é possível desenvolver a comunicação constante entre as duas equipes, além de benefícios, como:

  • engajamento dos membros;
  • avanço dos modelos operacionais;
  • melhora da produtividade;
  • aumento do nível de colaboração;
  • retenção de bons profissionais;
  • maior segurança para expor ideias inovadoras.

A qualidade do atendimento do seu consultório odontológico dependerá do fluxo eficiente do trabalho. Neste texto, foi possível encontrar soluções para integrar as equipes de forma dinâmica e compreender o impacto desse relacionamento no desempenho de cada tratamento.

Se as informações deste artigo foram úteis para você, então assine a nossa newsletter para receber as nossas atualizações na sua caixa de entrada!