Receba Gratuitamente Nosso Conteúdo Em Áudio No Seu WhatsApp

E fique melhor informado sobre o desenvolvimento do seu laboratório

Está sem tempo de ler agora? Que tal ouvir o artigo? Experimente no player abaixo!


Um dos principais problemas do laboratório tem nome e é conhecido por todos os protéticos e dentistas que existem! É também um dos principais [se não o principal] gargalo da nossa profissão. São as repetições e reparos no laboratório de prótese.

Tem laboratórios que chegam a ter na sua produção cerca de 30 até 40% só de repetições e reparos. Um índice totalmente impressionante e prejudicial.

Um amigo meu que também é protético chegou para mim certo dia e disse: “Cara eu cobro caro! Caro pra caramba! Mas para aquele cliente… Ah para ele eu tenho que repetir duas três vezes”.

Do que adianta cobrar caro se o dinheiro vai todo embora com as repetições e reparos?

Você sente que está perdendo dinheiro com as repetições e os reparos no seu laboratório? Conhece mais alguém que está nessa mesma situação? Então continue lendo este post e descubra mais sobre:

  • Como assumir o controle das repetições antes que elas esvaziem completamente o seu bolso
  • Como as repetições e reparos estão te roubando um carro zero e você nem está percebendo

A falta de controle de repetições e reparos no laboratório de prótese é um dos principais problemas porque eles não costumam ser mensurados, ou seja, não entram na conta. Ou pelo menos não como deveriam.

Você mandou um trabalho para o dentista que não adaptou, por exemplo, normalmente você repete, como se fosse parte do processo normal.

Falta um ponto de contato, mexe um pouco na cor, faz um acréscimo oclusal. Isso consome seu tempo e sua energia e você nem está percebendo. As vezes agente sente que está patinando, que trabalha muito mas o resultado não acontece.

Com certeza está faltando algo para você conseguir reverter essa situação!

Como assumir o controle das repetições antes que elas esvaziem completamente o seu bolso

O que você precisa é logicamente criar alguma forma de controle, alguma planilha onde você pode fazer os lançamentos das repetições e reparos do laboratório de prótese.

Tudo reunido ali, de forma inteligível e que te mostre os resultados, de preferência através de indicadores o mais simples possível!

Com esses indicadores, você vai saber como está sendo a repercussão geral no seu laboratório. Você pode fazer um estudo de custos e precificação de cada produto para ver o quanto está saindo para você de verdade, incluindo os gastos com reparos e repetições.

Com isso, você também vai conseguir saber quem é o cliente mais repetidor e aquele cara que gera mais possibilidade de reparos.

Isso é importante porque às vezes você está focando energia, tentando resolver um problema de um cliente que nem está se empenhando em melhorar o processo clínico. Então, você acaba assumindo toda a consequência.

Funcionando desta forma, pode ter certeza que o seu negócio não vai ter o resultado que você espera ou talvez você não espera mais que isso por desconhecer quanto é o custo efetivo nas suas repetições.

Como as repetições e reparos estão te roubando um carro zero debaixo do seu nariz

Eu já fiz isso com meu laboratório, consegui mensurar os custos e ver a situação real e sai do “achismo”. Acho que está compensando, acho que ganho x% de lucro, acho, acho, acho.

Isso foi possível através de um sistema que a gente tem, onde eu consigo ver quais são os custos reais do laboratório inclusive de todos os reparos e repetições.

Meu laboratório é pequeno, somente 5 técnicos na bancada. Antes, a média de repetição  chegou a 6 mil por mês. Uma quantia bem considerável. Se você pensar que vai guardar isso no seu bolso durante um ano vai perceber que as repetições te tiraram R$ 72.000.

Sim, setenta e dois mil reais em doze meses!!! É ou não é muito dinheiro para jogar fora? Dá para fazer muita coisa! Comprar um carro, dar entrada numa casa, comprar um equipamento novo, fazer uma reforma, entre tantas outras coisas.

É hora de dedicar tempo e esforço para mudar a situação de uma vez por todas

Você pode estar muito feliz satisfeito com seu laboratório, ver a coisa crescendo e tudo mais, mas, se você não tiver o cuidado de fazer o tratamento desse gargalo e de  investir tempo naqueles clientes que são mais repetidores para reverter a situação, o prejuízo vai ficar constante e você acaba não sabendo a onde está acontecendo vazamento.

É lógico que repetições têm muito a ver com a análise de risco,  que eu já falei a respeito aqui no canal.

Vale lembrar que assim que o trabalho chegar, você tem que fazer análise adequada para não deixar o problema ir adiante. Além do mais, você também vai poder qualificar o seu cliente.

Nós vamos falar sobre esse processo de qualificação  em outro momento aqui no Blog. Vamos falar como você deve qualificar um cliente e quais os critérios você tem que ter para ver se um determinado cliente compensa para você ou não. O seu negócio é uma via de mão dupla, você tem que oferecer resultado mas também ter resultado para o seu negócio.

Por isso, busque solucionar os problemas com repetições no laboratório de prótese e trabalhe com clientes que também estejam comprometidos com o mesmo resultado.

E você, tem controlado certinho as repetições e reparos do seu laboratório? Conte pra gente nos comentários!


Geraldo Alves
Geraldo Alves

Técnico em Prótese Dentária, Escultor, Empreendedor e Fundador do Instituto Cerâmica. Após criar saídas e soluções para os problemas entre o consultório e o laboratório, resolvi extrapolar as paredes do meu laboratório e ajudar a transformar a realidade de outros protéticos e laboratórios em todo o país.